Não são só memórias. São fantasmas, que me sopram nos ouvidos coisas que eu...

06
Mar 09

Nunca imaginei amar assim. Muito menos que fosse alguém que, fazia parte literalmente dos meus sonhos. Eu não podia toca-lo. A distância era um grande obistáculo, o qual não sei se conseguiria enfrentar. De qualquer forma, eu desisto. Não quero prender alguém, muito menos alguém como ele. Alguém que agora era fielmente o dono de todos os cantinhos, por menores que fossem, do meu coração.

Não podia fazer com que ele deixasse de amar, de curtir alguém, por minha culpa. Jamais poderia dar certo. Estavamos os dois descontentes, em não podermos ter, um ao outro. Seria melhor agora. Ia vê-lo feliz. Era só o que eu queria, só o que eu precisava. Vê-lo... feliz.

 

Dia do Alívio - Camila Angelelli

publicado por Helen às 15:29

Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
20
21

22
23
24
26
27
28

29
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO