Não são só memórias. São fantasmas, que me sopram nos ouvidos coisas que eu...

30
Jul 09

Passar a noite em claro, olhando para fora da janela, para o céu, para a rua, fumando um cigarro e bebericando um Whisky puro não era bem o que eu chamaria de uma noite  perfeita. Gosto mesmo é de calor humano, de gente por perto, mas ser motivo de piadinhas no segundo ano, ser eleito o sapo no baile de formatura - no qual, vale lembrar, eu não tinha par -, ser recusado em varias propostas de emprego, "tomar foras" seguidos de mais foras e só agora ser eleito o jornalista maus sexy do meu estado não deixava-me confiar nas pessoas, entregar-me a elas.

Então, meus dias de insônia, eram todos assim. Eu não tinha outra opição. Ou tinha? Bem, eu podia começar do zero, uma vida nova, gente nova, um emprego em que as pessoas estivessem comigo por carinho e náo pela quantia em dinheiro que eu receberia no final do mês. Que passassem madrugadas comigo por amor, e não para, assim que saíssem de casa, ligassem para a amiga e diser "Sabe o John Cohoner? Eu dormi com ele! É sério!".

Era o que eu ia fazer. O sol já apontava no horizonte. Peguei as chaves do carro e fui ao escritório pedir demissão.

Em três meses ninguém mais me reconhecia. Dreads nos cabelos, morava em um bairro afastado, tinha uma loja de instrumentos musicais, e uma "pré namorada", que eu tinha certeza, quando saísse, ligaria SIM para alguém, mas seria para dizer "Charlotte? Abre o portão que a mamãe já está chegando em casa." Nesse momento, bebendo um frappuccino da Starbucks ao invés de um Whisky, eu finalmente percebi. Agora sim, conheçia a felicidade, o que era o amor, e podia, felizmente, contar com ele, para todo o sempre

 

 

 

OK, TÁ MUUUUUUUUITO MIXURUCO, MAS EU NÃO TO BEM, ENTÃO... SEI LÁ, DESCULPA.

VOU SAIR, E DORMIR. XOXO'S C.

publicado por Helen às 03:00
sinto-me: mal.
música: Realize-Colbie Caillat

28
Jul 09

We are the crowd, we're coming out. Got my flash on, it's true.

(Nós somos o público. Nós estamos chegando. Liguei meu flash, é verdade.)

É só mais uma festa. Chegamos juntos, mas os teus amigos cercam-te, e eu estou sozinho de novo e de novo. Acha que não canso, não? Acha que tenho um coração de pedra, pronto pra agüentar seja lá o que vier. Não tenho. Tenho sentimentos tanto quanto você, ou qualquer um dos teus amigos bêbados. Lembra-se de quando éramos só nós? De quando passávamos as tardes em parques imensamente verdes, a fotografar?

I need that picture of you. It's so magical, we'd be so fantastical. Leather and jeans, garage glamorous; Not sure what it means, but this photo of us. It don't have a price, ready for those flashing lights, 'cause you know that, baby, I...

(Preciso daquela sua foto. Isso é tão mágico, nós seriamos tão fantásticos, oh.
Couro e Jeans, seu olhar glamuroso. Não tenho certeza do que isso significa, mas essa foto nossa não tem preço. Pronta para aqueles flashes; porque você sabe, baby, que eu ...)

Oh, aquelas fotos... Estão todas presas em pequenos porta-retratos, espalhados pela casa; menos uma. Menos a foto que pedistes pra ter contigo. Era o nosso primeiro beijo, e onde está essa foto agora? O que é que você fez com ela?

Só tem olhos para a fama agora, para quem te dá lucros, e eu? Não se importa, eu sei que não. Tu sabes que vais ter-me até quando quiseres, e quando não quiseres também, porque, você sabe que eu...


I'm your biggest fan, I'll follow you until you love me. Papa-Paparazzi. Baby there's no other superstar, you know that I'll be. Papa-Paparazzi. Promise I'll be kind, but I won't stop until that boy is mine. Baby, you'll be famous, chase you down until you love me. Papa-paparazzi.

(Eu sou sua maior fã. Vou te seguir até que você me ame. Papa-Paparazzi. Baby não há outra superstar. Você sabe que eu serei sua. Papa-Paparazzi.
Prometo que serei gentil, mas não vou parar até que aquele garoto seja meu. Baby você será famoso. Te perseguirei até você me amar. Papa-Paparazzi)

Eu não me importo em ser a fêmea da relação, de correr atrás, desde que me ame, que me de atenção. Isso não é bom do jeito que está.  Não é justo. Seguir-te-ei até que sejas meu. Único e extremamente meu, como um paparazzi quando quer um flagra. Quero pegar-te no flagra; pegar-te pra mim. Vou correr as conseqüências, mas vou tê-lo, mesmo que tenha que correr atrás como um paparazzi.


I'll be your girl backstage at show. Velvet ropes and guitars. yeah, 'cause you're my rockstar
In between the sets.

 (Serei seu garoto no backstage do seu show. Cordões de veludo e guitarras. Yeah, porque você sabe que estou começando entre os sets)


Vou conseguir vigiar-te durante o dia todo, arrumarei um emprego por perto. Nos sets, é isso. Vou vigiar-te para que não perca um único passo teu, afinal, sou ou não um paparazzi? Vou deixar-te sem escolha. Estarei por perto, perto dos veludos, das guitarras, das caixas de som, nos bastidores, atrás de tudo, vendo tudo o que você fizer, afinal, sou ou não um paparazzi?

Eyeliner and cigarettes, shadow is burnt, yellow dance and return. My lashes are dry, purple teardrops I cry. It don't have a price, loving you is Cherry Pie. 'Cause you know that, baby, I...

(Delineador e cigarros. Sombra está queimada, dança amarela e retorno. Meus cílios estão secos - mas as lágrimas eu choro. Isso não tem um preço. Te amar é uma delícia. Porque você sabe, baby, que eu...)

Não sei mais de onde é que saem todas essas lágrimas descendo como correntezas; o meu corpo está seco, os lábios rachados, e o rímel intocável, mas elas insistem em cair para riscar-me a face. Mas é tão bom amar-te. Mesmo que não seja retribuído pelo tempo que eu desejaria, tu tens momentos de fraquezas, e os teus empresários não estão lá pra levantar-te o astral, nem os fãs, nem os amigos bêbados; mas eu estou, e estarei por todo o tempo, porque sabes que eu...

I'm your biggest fan, I'll follow you until you love me. Papa-Paparazzi. Baby there's no other superstar, you know that I'll be. Papa-Paparazzi. Promise I'll be kind, but I won't stop until that boy is mine. Baby, you'll be famous, chase you down until you love me. Papa-paparazzi.

(Eu sou sua maior fã. Vou te seguir até que você me ame. Papa-Paparazzi. Baby não há outra superstar. Você sabe que eu serei sua. Papa-Paparazzi.
Prometo que serei gentil, mas não vou parar até que aquele garoto seja meu. Baby você será famoso. Perseguirei-te até você me amar. Papa-Paparazzi)

 

Eu não me importo em ser a fêmea da relação, de correr atrás, desde que me ame, que me de atenção. Isso não é bom do jeito que está.  Não é justo. Seguir-te-ei até que sejas meu. Único e extremamente meu, como um paparazzi quando quer um flagra. Quero pegar-te no flagra; pegar-te pra mim. Vou correr as conseqüências, mas vou tê-lo, mesmo que tenha que correr atrás como um paparazzi.

Real good, we're dancing in the Studio Stop-stopped that shit on the radio. Don't stop, for anyone. We're plastic but we still have fun.

(Realmente bom, estamos dançando no estúdio. Para-parado, aquela merda no rádio. Não pare, para ninguém. Vamos explodir isso mas continuamos nos divertindo)

Você voltou, mais uma fraqueza, não? Posso ler no teu olhar. Tu estas desesperado, e chora desta vez.  O que houve? Não gostaram da sua nova música? Oh, que dó. Mas não consigo deixar que a raiva domine-me. Alguém tem que ajudar-te e serei eu, mais uma vez. Não desligue a música, estamos bem assim. Quero dormir ouvindo-te cantar para mim, mais uma vez, só mais uma...

I'm your biggest fan, I'll follow you until you love me. Papa-Paparazzi. Baby there's no other superstar, you know that I'll be. Papa-Paparazzi. Promise I'll be kind, but I won't stop until that boy is mine. Baby, you'll be famous, chase you down until you love me. Papa-paparazzi.

(Eu sou sua maior fã. Vou te seguir até que você me ame. Papa-Paparazzi. Baby não há outra superstar. Você sabe que eu serei sua. Papa-Paparazzi.
Prometo que serei gentil, mas não vou parar até que aquele garoto seja meu. Baby você será famoso. Te perseguirei até você me amar. Papa-Paparazzi)

 

Eu não me importo em ser a fêmea da relação, de correr atrás, desde que me ame, que me de atenção. Isso não é bom do jeito que está.  Não é justo. Seguir-te-ei até que sejas meu. Único e extremamente meu, como um paparazzi quando quer um flagra. Quero pegar-te no flagra; pegar-te pra mim. Vou correr as conseqüências, mas vou tê-lo, mesmo que tenha que correr atrás como um paparazzi.

publicado por Helen às 23:50
sinto-me: MUAHAHAHAH
música: Paparazzi -Lady GaGa, é claro.

25
Jul 09

Mais um termino de namoro. Tinha se tornado fácil o suficiente pra mim. Também, depois de fazer isso quase uma vez por semana, quem não se acostuma? As frases e olhares do outro são sempre as mesmas. ''O que eu fiz de errado?'' ''Você tem outro?'' Era tão difícil assim entender que eu não sentia nada? Era como um vento, que, se foi. Mas ninguém entendia, me chamavam de galinha, e os homens até apostavam com quem eu ficaria mais tempo.  Uma semana. Exata. Pra todos eles.

 Não me encomodava mais com o que diziam, apelidos, e se ligariam ou não pra me dedurar aos meus pais. Tinha dito a eles que tinham inveja das notas, e cairam como patos na lagoa. Não serviam pra nada, os dois, na verdade. Além de fazer comida (que era péssima, por sinal), não serviam pra exatamente nada.

Amigos? Nenhum que servisse pra alguma coisa. Só os garotos que ainda queriam usufruir da minha boa vontade, e que eu acabará de decidir; iam continuar querendo. A dois anos eu havia feito um perfil na internet, em um site qualquer, e, conheci pessoas legais. Não extremamente legais, mas legais, a não ser por um. Adam.

 Ele sim era especial, mas nunca demonstrara nada mais que amizade. Adam morava a duas horas da minha casa, de acordo com as indicativas. Não era longe, eu sei, mas sabia também que se visse-o pessoalmente, provavelmente não aguentaria. No dia anterior de terminar com mais um dos namorados, ele aparecera na minha porta, com o rosto imerso em lágrimas, dizendo que seus pais haviam morrido em um acidente de carro.

 Adam já tinha pensado em se matar, em mudar de pais, mas disse que não poderia tomar qualquer uma das decisões sem falar antes comigo. Então, lá estava ele, o meu amor, parado a minha porta. Meus pais estavam em uma viagem a Roma, e voltariam em quinze dias. Convidei-o então para que ficasse em casa, até que as coisas aliviassem pelo menos.

Tivemos um lance, como imaginei que teria, mas a noticoa ruim veio logo em seguida; Adam era casado. Mas, pera ai, como assim, casado? Ele só tinha dezoito anos. Pelo menos era o que eu pensava.

-Wendy, tem muita coisa sobre mim que você precisa saber. Eu... talvez não seja quem você esperava.

-Eu sei quem você é, Adam. É Adam Shandler, tem dezoito anos, sol-tei-ro, estuda no St. Bengi, é cercado de amigos e pessoas que te amam...

-Não, Wendy. Não. Sou Adam Celer, tenho vinte e sete anos, sou casado, tenho um filho de um ano e meio, trabalho no Mylanta's Café, sou gerente, ganho R$ 40.000 por ano, moro na cobertura de um hotel, minha esposa trabalha no FBI, e, meus pais morreram a cinco anos.

Já devem ter imaginado que meu mundo foi ao chão, e que o meu primeiro intuito era quebrar a casa na cabeça dele. Mas, alguma calmaria me empediu de fazer isso.

-Quer dizer que, foi tudo um engano, Dr. Celer?

-Tudo não, Wendyzinha... - pera ai, acabou de me dizer que era tudo mentira, e já vinha me abraçando? Ah, tá.

-Wendyzinha o caralho. Fora.

Empurrei-o pra fora de casa, e bati a porta, mas fiquei no hall tempo suficiente pra ouvi-lo dizer ''eu te amo, Wendy, porra.''. Era a primeira vez que tais palavras eram ditas. Esperava por isso a cada segundo, e o desejava, cada dia mais, mas, eu já não o queria mais, não queria saber se era casado, ou não, ou o motivo de todo o seu choro. Vai a merda, você e o seu amor. Em dois anos, e ele só aparece agora? Não. Eu já tinha esperado tempo demais, sofrido demais, era a vez dele de pagar pelo que fez

O homem que eu julgava ser o amor da minha vida, agora tinha sido como os outros; como o vento, que, se foi.

publicado por Helen às 02:46
sinto-me: A Ice-cub
música: I Will Be - Avril Lavigne

Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24

26
27
29
31


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO